Quem ganha com os jogos de azar no Brasil?

No entender do Senador Eduardo Girão afirmar que jogos de azar serão muito bons para o País, de que trazem empregos, receitas, é uma grande mentira. O que existe, afirma o Senador, é uma banalização disso tudo, que inclusive vai diminuir a quantidade e o valor pago de salários no Brasil.

Os proponentes argumentam que a legalização de todas as modalidades de jogos movimentando 74 bilhões de reais por ano criará 200 mil novos empregos e formalizará outros 450 mil empregos. Totalizando 650 mil empregos.

A economia brasileira movimentando 7,4 trilhões de reais (de acordo com PIB) cria R$ 86,2 milhões de ocupações com a legalização da jogatina. R$ 74 bilhões seria transferido da economia do País para o setor do jogo. Estes R$ 74 bilhões sustentam, atualmente, em média 862 mil posições de trabalho.

Desta forma haveria uma perda líquida de 212 mil empregos. Mesmo não incluindo a sub ocupação por insuficiência de horas trabalhadas haveria uma redução líquida para 144 mil ocupações.

Por isso a Campanha Nacional do Movimento Brasil sem Azar e sem Drogas contra a legalização dos jogos de azar que destroem vidas. Diga NÃO à essa ideia!

AUTORIZAÇÃO: Vídeo reproduzido com autorização do movimento “Brasil sem Azar” (https://www.facebook.com/brasilsemazar/).

Deixe seu comentário

Cruz Azul no Brasil - Para VIDA sem Drogas

Sede Cruz Azul

Rua São Paulo, n° 3424
Itoupava Seca, Blumenau / SC
CEP: 89.030-000

Redes Sociais

Criação de Site por Vale da Web