Aprovação dos jogos de azar será uma desgraça para o Brasil, afirma o Frei Hans, um dos fundadores das Fazendas da Esperança

Frei HANS, um dos fundadores da rede de comunidades terapêuticas da Fazenda da Esperança, com sede em Guaratinguetá, SP, também se manifestou, nessa semana, contra a legalização dos jogos de azar no Brasil, cujo projeto está na pauta de votação do Congresso Nacional, para o mês de fevereiro deste ano.

Em vídeo publicado nas redes sociais, Frei Hans, pede encarecidamente que os parlamentares de Brasília não votem a favor da volta dos jogos de azar no Brasil. Ele chama atenção ao fato de que os deputados deveriam conhecer um pouco mais de nossa realidade social, onde temos milhares de jovens e adultos dependentes da prática de jogos de azar, e que a partir disso acabaram com suas vidas, de seus familiares, além de perderem todos seus bens materiais, e alguns entrarem no mundo do crime para sustentarem suas dependências. Hans afirma que o jogo acaba com a pessoa. O lucro que se faz é uma desgraça a partir da vida de outras pessoas. Os políticos deveriam de pensar que um desses dependentes poderá um dia, até ser seu próprio filho ou filha. Isso queremos evitar, não só na vida deles, mas em todos os lares brasileiros. Nossos representantes em Brasília devem pensar no bem-estar da nação, promover a vida, e não a perdição, a ganância pelo lucro, o poder financeiro de alguns.

Enfim, por tudo isso, o projeto da legalização dos jogos de azar não pode ser aprovado no Congresso Nacional, em nosso País, neste mês.

Deixe seu comentário

Cruz Azul no Brasil - Para VIDA sem Drogas

Sede Cruz Azul

Rua São Paulo, n° 3424
Itoupava Seca, Blumenau / SC
CEP: 89.030-000

Redes Sociais

Criação de Site por Vale da Web